ShareThis

22 setembro 2012

Resenha (Filmes): Intocáveis (França - 2011)


Filme: Intocáveis (França - 2011)
Direção: Olivier Nakache / Eric Toledano
Estúdio: Gaumont Film Company

Cara, cada dia que passa dois países tem-me conquistado com suas produções cinematográficas. O primeiro é a Argentina, e o segundo, da mesma forma, é a França! Os dois países são feras principalmente no quesito roteiro. E neste filme Intocáveis, você se delicia com cada construção de diálogo!

Principalmente por se tratar de um tema tão delicado, como é a situação de um tetraplégico preso em seu próprio corpo, você deve imaginar o que é a dificuldade de tecer um roteiro que aborda com humor essa situação sem a mínima aproximação da auto-comiseração, e também sem um momento de mau gosto.

Então, todas as piadas, até aquelas de humor negro são temperadas na medida certa.

O enredo é bem simples. Um milionário tetraplégico está a procura de um assistente de enfermagem de tempo integral para cuidar dele. Entre os vários entrevistados estão aquelas figuras sem sal, os politicamente corretos, cheio de discursos humanitários etc... Enfim, um dos entrevistados só foi lá para ter um recibo assinado para continuar recebendo o seguro desemprego (na França, se você está desempregado e levar três declarações atualizadas de que você participou de entrevista de emprego, recebe esse abono do Estado). Por algum motivo, o milionário tetraplégico resolve contratar esse jovem negro da periferia da França. E à partir daí a relação dos dois começa.

Enfim, até aqui nenhuma informação que você não possa encontrar facilmente no Google.

Me sinto até mal por isso! Pois um filme bárbaro destes deveria tirar de mim um insight super inspirado. Sobre vida, teologia, filosofia, etc. Mas não vou fazer isso! Basta para mim dizer que o filme paga cada centavo do ingresso! É massa! Uma verdadeira inspiração e uma aula de roteiro!

Há, acabei de lembrar de uma coisa. Esse filme, definitivamente, lavou minha alma na angústia que senti com o filme Mar a Dentro (Espanha - 2004). Apesar não não gostar do clichê "por mais fodido que você esteja, tenha esperança!", acho que muita gente que está nestas condições sinceramente não querem morrer, desejam apenas uma forma de melhor viver a vida.

No filme Intocáveis, o tetraplégico em questão é milionário. Por pior que seja, ele pode tranquilamente bancar seus cuidados. Agora imagina esta mesma situação com pessoas humildes, dependente do sistema público de saúde! Será que eu nestas condições teria força interior para ter esperança? Sentiria vontade de me adaptar e conseguir superar minhas dificuldades? É uma previsão completamente imprevisível.

Mar a Dentro deixou-me bastante sombrio com esta perspectiva. Intocáveis, por sua vez, colocou mais luz nesta questão, mas sempre com o pé no chão de saber que se trata de um endinheirado nestas condições (que claro, deve sofrer da mesma forma, não julgo isso).

Mas tirando estas questões, o filme trata de amizade. Amizade de pessoas opostas, cada um com seus próprios infernos pessoais. Ambos não achando muitos caminhos para suas próprias vidas. Um tendo de se adaptar ao outro. Em algum outro blog que eu li sobre esse filme foi até usado o termo "opostamente parecidos". Lembrei muito do filme Perfume de Mulher (1992).

O filme tornou-se uma febre na França, chegando a ser o segundo filme de maior bilheteria da história do país. E pelo visto, tudo tende a levar a crer que essa febre se espalhará pelo mundo. Aqui em Fortaleza por exemplo, a sala de cinema em que eu assisti estava lotada, e o povo aplaudiu de pé ao término.

Um filme obrigatório nesta temporada!

Antes de terminar, gostaria de compartilhar com vocês um excelente comentário escrito por Antônio Carlos Ribeiro na revista eletrônica Novos Diálogos Editora sobre esse filme:

Link: http://www.novosdialogos.com/artigo.asp?id=913

Assista no vídeo abaixo o trailer do filme Intocáveis:

Um comentário:

Jéssica Patrício disse...

Olá, gostei bastante da resenha que fez sobre os "Intocáveis" e realmente achei um filme fantástico, com certeza é um filme que todos deveriam assistir! Provavelmente também resenharei esse filme em meu blog! :)

strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br