ShareThis

11 novembro 2012

Resenha (Filme's): Busca Implacável 2 (França - 2012)


Filme: Busca Implacável 2 (França - 2012)
Diretor: Olivier Megaton
Produtora / Estúdio: Fox Film / Europa Corp.

Busca Implacável 2, a meu ver, tem dois pequenos problemas.

1. O primeiro é muito bom!

2. O primeiro filme não deixou nenhum gancho em sua trama para que houvesse uma continuação. Pelo menos não com os mesmos personagens, no caso, a família do nosso herói.

Achei meio forçação de barra no roteiro colocar a família do cara em outra situação escrota para que assim, meio que fazer acreditar que o público simplesmente ia engolir a história e eles (produtores) ia ter um bom lucro a mais.

Ao contrário do primeiro filme, que no cinema deixava o telespectador grudado na poltrona com o coração na mão, Busca Implacável 2 subestima a inteligência do público. Muito parecido com o que fizeram com Se Beber Não Case 2 (EUA - 2011). Quando vi este último, pude até imaginar os produtores numa sala super luxuosa com charutos na boca pensarem:  - Porra! Ganhamos milhões com o primeiro filme! Bóra lucrar mais fazendo a continuação!

No que deve ter tido um sensato estagiário que disse: - Mas cara, os mesmos caras se meterem em uma situação bizzarra daquela repetindo os mesmso erros não seria forçar demais não?

No que os cartolas responderíam em uníssono: - Há, cala esta boca!

Enfim, acho que o herói de Busca Implacável 2 poderia até ser usado novamente. Mas que colocasse ele em outra situação. E não apelar para que novamente a família do cara se meta nas mãos de bandidos pra ele salvar todo mundo de novo.

Quer ver? Tipo, ele poderia ser segurança da filha de um cara poderoso e, de repente, a coisa sai do controle e ele tem que resgatar a garota (a mesma essência sem forçar a barra).

Ou...

Ele vai ser contratado por um xeique árabe. e descobre que nos porões da mansão o cara mantém meninas menores de idade, e como um pai incorrigível, vai tentar salvá-las, tirá-las do país e adotar todas elas no final (claro que depois de destruir o xeique árabe e todo o seu grupo de seguranças).

Ou...

O melhor amigo dele sai erm uma missão secreta e é pego pelos inimigos, e o único cara que pode ir em um fim de mundo qualquer, matar todo mundo e salvar o cara é nosso herói. (agora que eu lembrei que o Rambo já fez isso...)

O personagem do Lian Neeson é muito bom, e tem uma personalidade interessante. Qualquer aventurazinha inventada com esse mesmo personagem ia render um filme de ação razoável.

Mas francamente, a mesmíssima fórmula do primeiro filme já é abusar da minha inteligência. Se é que eu tenho uma...  

Enfim, eu aceitaria qualquer outro roteiro previsível, menos a mesma coisa... E foi exatamente isso que eu, e pelo visto a sala de cinema que saiu totalmente desempolgada viram. Um repeteco do primeiro filme, só que bem mais fraco, mas beeeeeeeeem mais fraco mesmo.

Porém, o pior de tudo é que há quem ainda assim goste. Não foi o meu caso.

Confira no vídeo abaixo o trailer de Busca Implacável 2:


2 comentários:

Jéssica Patrício disse...

Eu não cheguei a assistir o primeiro Busca Implacável, mas todos falam super bem dele, ainda pretendo vê-lo! é uma pena que o segundo não tenha sido bom, já que não trouxe nenhuma originalidade =/

Jéssica - Strawberry de livros e filmes

Anônimo disse...

Nao gostei do segundo filme