ShareThis

09 julho 2012

Resenha (Filme): O Espetacular Homem-Aranha


Reconheço que a princípio fiquei um pouco receoso quanto a este filme. Já estava mais do que satisfeito com a versão do diretor Sam Raimi. Não só por conta dos efeitos (que na época me deixaram fascinados), como também pela abordagem do que, a meu ver, é o ponto mais interessante do filme: a vida de Peter Parker.

É interessante o número de possibilidades para explorar a vida de um adolescente normal, aliás, normal não, impopular e desajeitado, e de repente esse cara é portador de um grande poder.

Isso pode dar pano pra manga para muitas histórias. No caso de Peter Parker, é explorado essa busca pessoal para dar significado a tal poder. Complicado, uma vez que ele mesmo, independente do poder que tem, já estava nesta angústia.

Apesar de manter ainda uma boa dose de senso de humor, nesta nova versão a vida de Peter Parker é tratada com uma dramaticidade ainda maior. Os conflitos estão mais acentuados. E o mesmo sai daquela mesmice do "bom moço que descobre poderes e toma atitudes altruístas". Que nada! Ele vai aprendendo no decorrer da narrativa a lidar com esse poder. Por vezes até abusando deles com objetivos mesquinhos de vingança. Quebrando a cara nos erros que comete, e através de suas feridas caminhar rumo a uma possível, digamos, maturidade em sua forma de abstrair o fato de ter super-poderes.

Enfim, gostei do filme por acentuar muito mais a vida de Peter Parker. O Homem-Aranha no caso é quase que um coadjuvante a presença do cara por trás da máscara. A química entre os atores é fantástica. A atriz Emma Stone está impecável, fugindo da regra da mocinha frágil, dando forma a uma mulher com muita personalidade.

Enfim, tanto para os que gostam de bons efeitos, quanto para aqueles que curtem o desenrolar da adaptação do personagem a seu poder, as tramas familiares, escolares e amorosas do Peter Parker, em todos os sentidos acho um filme muito bom.

Claro que uma refilmagem do Homem-Aranha, principalmente esse princípio de como ele adquire o poder já explorado pelo diretor Sam Raimi é evidentemente desnecessária. Porém, já que decidiram fazer, que bom que pelo menos foi uma coisa bem feita.

Veja trailer do filme abaixo:

2 comentários:

Vinicius Araujo de Oliveira disse...

Pois é! Em efeitos faz jus ao título.Porém, é apenas mais um e com pitadas de influência "Dark Knighticas"

andreia inoue disse...

Vou assistir amanha!
:D
nao estava muito a fim de ver esse filme,pensei que seria mais do mesmo,mas como vc disse, e li em outros lugares, sera mais do mesmo,so que bem feito e com varios momentos divertidos.
:D
abracao.